Como escolher um cartão de memória?

Decidi que queria comprar um novo cartão de memória para minha máquina, maior,que pudesse guardar centenas de imagens. Decisão tomada fui a uma dessas loja que os vendem , no entanto ao chegar à secção dos cartões deparei-me com uma quantidade enorme de escolha, desde as marcas ao tipo, velocidade, etc.
Por isso achei que era melhor investigar melhor qual o cartão mais adequado para a minha máquina e utilização que vou fazer dela. Partilho convosco a minha análise e espero poder ajudar mais pessoas a escolherem o cartão certo.

 

Como analisei

Usei 4 fatores para a análise:

  • Tipo de cartão
  • Preço
  • Capacidade
  • Velocidade de gravação e leitura

Mais caro ou mais barato? Qual a diferença?

Independentemente do tipo de cartão, a primeira coisa que procuro é o preço tendo em conta o que estou disposto a gastar balizando assim a minha escolha.

Velocidade de gravação e leitura

No que diz respeito à velocidade, fiabilidade, durabilidade ou ao sistema de recuperação de ficheiros, as diferenças são muitas e por vezes, por mais alguns euros vale a pena o investimento.

Que tipos de cartões existem no mercado ?

Existem muitos tipos de cartões, como podem ver na tabela abaixo, retirada da WikiPedia. No entanto, para este post, foquei-me apenas nos 2 mais usados actualmente, os Secure Digital (SD) e os Compact Flash (CF)
cartoes_wikipedia

Cartões SD

Os cartões SD, inventados em 1999 vieram substituir outro tipo de cartão existe na altura, o Multimedia card(MMC), tendo-se tornado o standard da indústria de imagem.
São os mais comuns, sendo compativeis com a maioria das máquinas fotográficas.

 

SDSC (Secure Digital Standard Capacity)

 

sd_card_1

Foram os primeiros a chegar ao mercado, sendo que hoej em dia já estão obsoletos, tanto pela sua capacidade de armazenamento, que não vai além dos 2GB, como pela sua velocidade de escrita/leitura que é muito lenta. Quanto ao preço, são os mais baratos do mercado com preços a começar nos 3€, que já se aproxima dos preços iniciais de cartões com 8 Gb de capacidade e melhores.

SDHC (Secure Digital High Capacity)

 

sdhc_1

A segunda geração de cartões SD veio não só aumentar a capacidade de armazenamento, entre 8gb e os 32GB, como também aumentar a velocidade de escrita/leitura até aos 25MB/s.
Exitem algumas diferenças entre este e o anterior, por isso, algumas máquinas fabricadas antes deste formato existir podem não reconhecer o cartão.
Quanto aos preços, começam nos 4€

SDXC (Secure Digital “Xtra Capacity”

 

sdhc

Eu achava que 32 GB era muito bom, mas então descobri estes SD com capacidades de armazenamento até aos 2TB (sim,leram bem, 2 TB de informação num cartão), embora os de 2TB sejam mais virados para a indústria do vídeo.
Em termos de velocidade, são os mais rápidos, mas mais à frente explico como podem “ler” e entender o que está escrito nos cartões.
Tal como os SDHC, algumas máquinas podem não o reconhecer. Outras das suas particularidades é o facto de terem um sistema de ficheiros internos que faz com que o cartão só possa ser lido no computador,por alguns sistemas operativos. No entanto, os mais comuns conseguem ler, como é o caso do Windows 7, do Mac OS X (Snow Leopard) ou sistemas operativos Linux. Esta particularidade afeta também a escolha do leitor de cartões (mais sobre isto à frente).

Quanto ao preço, começam nos 25€

Eye-fi

 

eyefi_1

Existem actualmente,cartões SD que permitem, via WiFi, transmitir as imagens directamente para um pc, tablet, cloud ou mesmo para um smartphone, permitindo desta forma libertar a memória da máquina enquanto se tiram as fotos. Também é possível, embora com uma margem de erro considerável, georeferenciar as imagens.

Compact Flash(CF)

cf1

Embora, actualmente sejam menos usados pela maiorias das marcas no setor amador, no setor profissional, são bastante usados, sobretudo pela sua fiabilidade.
Estes cartões oferecem grandes capacidades de armazenamento(Até 256GB) e uma velocidade de leitura/escrita que pode ir até aos 150MB/s.
Quanto ao preço, começam nos 12€.
NOTA: Em 2011 foi desenvolvido um novo tipo de CF, o XQD, capaz de armazenar mais de 2 TB de informação e com velocidades de escrita/leitura que podem chegar a 1GB/s. No entanto, estes cartões têm como mercado alvo, as maquinas de filmar profissionais.

Saber ler os rótulos dos cartões

Em cada cartão estão normalmente inscritas várias coisas, desde o tipo de cartão,passando pela sua velocidade de leitura/escrita até à sua classe.

ler_cartao

 

 

Velocidade de leitura

Normalmente, no cartão podemos ver inscrições como 90MB/s ou mesmo 280MB/s. Essas inscrições são conhecidas como o fator X comercial e normalmente dizem respeito à velocidade de leitura, quando queremos passar as imagens para outro dispositivo. Claro que é uma velocidade máxima indicativa, pois para a atingirmos estamos dependentes de vários fatores como por exemplo, o tipo de ligação USB que usamos, o leitor de cartões, entre outros.

Essa velocidade é calculada tendo como base os 150 KB/s, que é a velocidade standard de escrita para um CD.

Velocidade de escrita

Para determinar a velocidade de escrita foram criadas classes. Existem 2 tipos de classes, a standard e as classes para dispositivos Ultra High Speed (UHS)
Para cada classe, corresponde um valor minimo de escrita de dados no cartão.

classes

 

E a qualidade de imagem?

No que diz respeito à qualidade da imagem gravada, não há diferenças, um ficheiro RAW ou JPEG é gravado da mesma forma.

 

Conclusão

No meu caso pessoal, que tenho uma máquina um bocado antiga, que só leva um cartão compact flash, fiquei com pouco por onde escolher, no entanto, vou optar pelo máximo que a minha máquina me deixa, um de 32GB.

 

Qual é a vossa escolha?

Deixem aqui ou na página de facebook, os vossos pensamentos sobre isto.