Com este tutorial chegamos ao fim da apresentação das ferramentas básicas para selecção no Photoshop, nos próximos tutoriais vamos ver modos mais avançados de seleccionar e extrair objectos de uma imagem.

Dentro deste ultimo conjunto temos 2 ferramentas que nos ajudam e bastante a seleccionar objectos de forma fácil, são elas, a Varinha Mágica (Magic Wand ) e a Selecção Rápida (Quick Selection).

3

A Varinha Mágica (Magic Wand Tool)

Ao contrário das outras ferramentas, esta selecciona os objectos baseando-se na diferença de cores e na sua tonalidade, ou seja, quando clicamos com a varinha num ponto qualquer da nossa imagem é feita imediatamente uma selecção por pixéis relativos à tonalidade e cor do pixel onde clicamos.

Para refinarmos a maneira como são seleccionados os pixéis, temos várias opções na barra de ferramentas da varinha mágica.

f11

    1. Tolerance

Este parâmetro que admite valores entre 0 e 255 define quais os pixéis passíveis de serem seleccionados, sendo que quanto mais alto for o valor maior será o número de pixéis seleccionados e ao contrário, quanto menor for o valor mais refinada será a selecção. Se usarmos 0 só serão seleccionados os pixéis cuja cor e tonalidade correspondam exactamente ao pixel onde clicamos.

  1. Anti-Alias
      Se esta opção estiver seleccionada quer dizer que a transição entre o que for seleccionado com a varinha e o que não for, é uma transição suave, ao contrário se não seleccionarmos esta opção teremos uma selecção rígida em que os contornos tornam-se mais “salientes”
  2. Contiguous
      Se esta opção estiver seleccionada quer dizer que a transição entre o que for seleccionado com a varinha e o que não for, é uma transição suave, ao contrário se não seleccionarmos esta opção teremos uma selecção rígida em que os contornos tornam-se mais “salientes”
  3. Sample All Layers
      Em programas de edição de imagem já é muito comum o uso de layers (camadas) que servem na sua essência para separar várias fases/objectos do trabalho. Quando escolhemos esta opção o que a ferramenta faz é olhar para todos os layers e seleccionar os pixéis de acordo com isso e os outros parâmetros seleccionados
  4. Refine Edge

Esta é uma ferramenta que nos permite ajustar os contornos das nossas selecções e vou falar nisto num tutorial dedicado exclusivamente a esta ferramenta que merece a nossa atenção.

Exemplos de uso da varinha mágica

Uma das situações em que se usa muito esta ferramenta é quando queremos eliminar um fundo uniforme, como por exemplo na imagem abaixo. Como o fundo é branco permitiu-nos o uso da opção Contiguous fazendo com que a selecção fique à volta do carro.

f21

Nota: Se quisermos extrair o carro do fundo branco então teríamos que inverter a selecção (SHIFT+CTRL+I) e passaria a estar seleccionado apenas o carro.

Neste outro exemplo cliquei em cima do capô do carro o que fez com que a selecção ficasse assim:

f31

Selecção Rápida (Quick Selection Tool)

Esta ferramenta, existente desde a versão CS3 do Photoshop, permite-nos fazer selecções muito rápidas arrastando o rato por cima do objecto que queremos seleccionar. A selecção vai-se ajustando ao objecto automaticamente desde que haja um contraste entre cores que permite a diferenciação.
Podemos afirmar que esta ferramenta é praticamente a junção da ferramenta Magnetic Tool e a Varinha Mágica.

Esta ferramenta também tem algumas opções na barra de ferramentas de topo

f4

A saber:

  1. Serve para adicionar ou subtrair área à selecção
  2. Define o tamanho, dureza, ângulo e espaçamento do “pincel”
  3. Tenta fazer o melhor ajuste possível ao objecto

Experimentem usar estas técnicas e se quiserem podem-me enviar as vossas experiências que terei todo o gosto em mostrar aqui.